terça-feira, 18 de maio de 2010

Aos meus amigos que irão fazer o Iron daqui a alguns dias

Esse ano acompanhei mais de perto os treinos pro Ironman. Pra quem não sabe, a prova irá acontecer no fim do mês em Floripa com as ridículas distâncias de 3.800m de natação, 180km de bike e 42km de corrida.

Quem não treina pensa que é insano, quem treina tem certeza.

De qualquer maneira, esse últimos dias de treino serão para descansar. Está na hora. O treino que deveria ter sido feito já foi. Nesse momento a prioridade é descansar. Mas isso para um ironman não é ficar de pernas pro ar, é continuar num ritmo maior que a maioria de nós treina. É lógico que depois de fazer 180km de bike num sábado qualquer, seguido de uma corrida de 28km no domingo, continuar treinando durante a semana normalmente é algo cansativo. Não só pelo aspecto físico, mas pela logística envolvida e os longos períodos de tempo dedicados aos treinos e recuperação. Pra quem trabalha é difícil, pra quem trabalha e tem família, mais ainda.

Mas você não ve esses seres especiais reclamando não. Aliás reclamam muito menos que os triatletas normais (se há algo de normal em ser triatleta). Estão lá cuidando para não emagrecer demais, para não ter uma lesão de última hora, administrando as dores e nesse momento começando a cuidar com quem pedalam para evitar um tombo ou um susto maior.

É um clube fechado. Para entrar você precisa fazer um compromisso com você mesmo, com mais ninguém. E se vencer, será aceito de braços abertos. Em uma abertura da trasmissão de um Ironman do Hawaii o locutor diz mais ou menos isso em uma tradução livre:

" Na verdade existe apenas dois tipos de pessoas: aquelas que dizem que não podem e aquelas que dizem eu posso. Essas pessoas se encontraram aqui, de maneira individual, por suas 1700 diferentes razões. Sua união vem de seu mantra "eu posso", e do seu destino, um lugar que eles tem que chegar de qualquer maneira. O que eles farão para chegar lá é monumental para os padrões de qualquer um, inclusive deles mesmos. O desconhecido, nós todos tememos, e nesse momento há um oceano cheio de medo."

Em outro momento ele diz: "Você pode desistir e ninguém vai dar bola, mas você sempre saberá disso".

Espero chegar lá o ano que vem, tenho dado os passos da maneira planejada e apesar de ter que segurar minha ansiedade, a opção por um plano de treinamento de três anos tem se mostrado acertada. Gostaria de estar lá com vocês competindo, mas terei que me contentar em assistir.

Para os que acompanhei mais de perto fica aqui meu desejo de boa sorte, alguns vão fazer pela primeira vez, outros pela segunda, terceira ou mais. Para a turma do MPR, Diogo, Felipe, Rodrigo, Renato, Flavinho, Clau. A Nilma de Botucatu, A Roselaine que conheço do Facebook e conhece todos que conheço menos eu. O Álvaro Gusso de Curitiba, que tá treinando forte. 

Desejo boa sorte pra vocês. Que essa experiência seja tudo que vocês esperam e mais um pouco. Estarei lá para dar uma força a vocês. Daqui a duas semanas vocês poderão dizer, eu posso, sou um ironman.

Para vocês eu tiro o chapéu, ou melhor, boné.

Fui.... treinando para ter a minha chance de ser ironman

4 comentários:

  1. agora que o dia vai chegando e o que parecia longe fica perto e o eu posso se confirma atravéz das horas de treino em cima da bike, dentro da piscina ou com o tenis no pé sem hora pra voltar...confesso que depois de ler o que escreveu a coisa pegou. Será medo? Frio na barriga que na largada com todo cenário pronto, já era hora de acordar e começar a sentir essa sensação... Valeu Kiko, Obrigado

    ResponderExcluir
  2. ano que vem hein!

    ResponderExcluir
  3. Valeu, meu amigo! Obrigada pelo texto e pela força. Pena não treinarmos muito juntos este ano, mas vc ficou forte de mais pra mim.
    O tempo passou rápido demais e agora, mais do que nunca, não consigo pensar ou falar em outra coisa! Tou uma chata! kkk
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Marcos!
    Obrigada pela força!
    Vamos precisar da sua torcida e apoio em Floripa!
    e quem sabe...?
    em 2011 teremos sua companhia dentro da prova!
    Um beijo e até lá!

    ResponderExcluir